Abstrair

Posted in Uncategorized by Vinícius . on março 20, 2009

Fico curioso às vezes, querendo saber se você sabe o que se passa aqui dentro.Fico rindo, sozinho, por imaginar tudo o que você deve pensar que quero dizer. Fico achando esses mihões de artifícios pra pensar em você. Não é tão doloroso assim, afinal. Não é algo que mereça um “Ai!”. Queria eu que fosse algo mais do que o vazio de ser absolutamente nada.

Você me olhou um dia desses e riu da minha cara. Eu te olhei um dia desses e chorei da minha cara.” Eu enterro relíquias de uma vida presa no passado”, a senhora disse. “E eu, palhaço, que enterro relíquias que nem existem”, pensei eu.

A vida seria mesmo uma tragédia, se não fosse uma comédia.

Um dia vou acordar e rir, andar galante e nunca mais olhar pro mesmo lado.

Anúncios